Top Menu

Notícias | Cineasta russo é acusado de desvio de recurso


Kirill Serebrennikov é acusado de ter desviado 133 milhões de rublos (7.2 milhões de reais) de subvenções públicas destinadas a seu teatro em Moscou, em função de um sistema de orçamentos e contas superfaturadas entre 2011 e 2014. Cineasta diz que acusações são absurdas e afirma ser inocente.

Kirill está preso faz mais de um ano, desde que foi colocado em prisão domiciliar quando filmava um longa-metragem em São Petersburgo em agosto de 2017.

O cineasta afirma ter recebido o dinheiro sim, mas que esse teria sido integralmente gasto na criação de suas obras, como permitido em lei.

Sua prisão o impediu de acompanhar a exibição de seu filme Leto no festival de Cannes, e a exibição do balé Nureyev, que remonta a história de um bailarino soviético que pede asilo no Ocidente. O espetáculo de balé também provocou polêmica e teve estreia adiada por seis meses.


Para os que defendem a inocência do cineasta, sua prisão é nada além de um joguete político para agradar as massas conservadoras que estão em uma ascensão cada vez maior na Rússia, aonde apontam que o meio artístico em está sendo gradualmente calado.

Sem fazer oposição direta ao presidente russo, Vladimir Putin, Serebrennikov criticou em várias ocasiões as pressões, ao mesmo tempo que suas obras, que abordam temas como a política, a religião e a sexualidade, são criticadas por militantes ortodoxos e pelas autoridades.

O julgamento começou na quarta-feira (24/10) a portas fechadas no Tribunal Meshchansky de Moscou.


Postar um comentário

Copyright © Sons of Series. Designed by OddThemes & SEO Wordpress Themes 2018