Top Menu

Cinema | Meu Ex é Um Espião (2018)



Recentemente fui no cinema assistir o mais novo filme da Mila Kunis, e, devo confessar, tinha zero expectativa sobre absolutamente nada, nem sobre ela, nem sobre a história, nada. Fui porque achei que talvez fosse ser engraçadinho e fosse me distrair naquela tarde de quarta-feira (aonde o ingresso é mais barato, claro).

O filme em si apresenta a seguinte sinopse:

Audrey (Mila Kunis) está desiludida com o término do namoro com Drew (Justin Theroux), que a dispensou através de uma mensagem de celular. O que ela não sabe é que o agora ex-namorado é também um agente secreto, perseguido devido a um pendrive com informações sigilosas. Após receber o apoio moral de sua melhor amiga, Morgan (Kate McKinnon), Audrey é surpreendida com o súbito reaparecimento de Drew, após ameaçar queimar seus pertences. Logo ambas estão também envolvidas no mundo da espionagem, precisando ir às pressas para Viena, na Áustria.


Esse filme acabou sendo um tanto quanto divergente no quesito crítica, uma vez que o Omelete deu a ele algo entorno de uma nota 4, enquanto que a crítica do jornal O Globo, deu ao filme da Paris Filmes uma nota 2.

Da nossa parte podemos dizer o seguinte: o filme tem seus problemas sim e não adianta dizer que o roteiro não importa porque é um filme de comédia, ou algo assim. O roteiro importa sim e é recheado de clichés meio defasados e mal aproveitados de filmes de espionagem, tal com a assassina russa que é modelo e foi criada desde criança para ser uma assassina, blah blah blah.

Ou certas incongruências lógicas, como por exemplo a Audrey desboqueando o celular com um dedo do defunto muitas horas depois do falecimento do mesmo. DEDO FRIO NÃO ATIVA LEITOR DE DIGITAL PEOPLE, COME ON!




De qualquer forma, o filme vale pela relação entre as duas amigas Audrey e Morgan que têm uma química incrível e te lembram várias duplas de amigas que a gente conhece na vida real, e a presença de um olhar feminino para tornar essa relação real no desenrolar da história é palpável, e isso é algo que estava faltando na indústria do cinema.

As cenas de ação são recheadas com aquela comédia gore tradicional de filmes de Slasher, mas um pouco mais light e recheada de situações inusitadas que dão prazer em ver a evolução das personagens que apresentam uma visível evolução em seus personagens.

Uma menção especial a Kate McKinnon (tradicionalmente conhecida pelos seus papéis no Saturday Night Live), que interpretou a Morgan, porque ela brilhou nesse filme, apesar de seu papel secundário. Não necessariamente apagando a Mila Kunis das cenas, mas se tornando a personagem mais marcante na memória da audiência pelas suas tiradas cômicas.




Postar um comentário

Copyright © Sons of Series. Designed by OddThemes & SEO Wordpress Themes 2018